Paraty com crianças: dicas da Nina (3 anos) e dos seus pais.

Posted on 06/07/2011

22



Paula Bertone, criadora da marca Orangotango (orangotangoloja.com.br), de roupas e acessórios para crianças, deixou São Paulo por opção e escolheu Paraty para viver com a sua família. Eles procuravam um lugar mais tranqüilo, longe dos grandes centros, com muita natureza, de preferência com uma praia bem pertinho e com uma vida cultural. Paraty surgiu como uma forte candidata!

Estamos morando na cidade há um ano e de tanto fuçar aqui e ali, acabamos descobrindo muitas coisas legais. Separei aqui algumas dicas para aproveitar a cidade em família. Espero que goste!” afirma Paula, apaixonada pelo o que ela chama de “sua nova mania”! Eles gostaram tanto que acabaram de lançar um Guia sobre a cidade: Paratycool.com.br

O que há para fazer em Paraty?

Paraty é uma cidade geograficamente privilegiada: de um lado fica a Baía de Paraty, com águas calmas e muitas ilhas para conhecer. Do outro lado fica a Serra do Mar, com muitas cachoeiras, montanhas e um clima fresquinho o ano todo. A cidade fica na BR 101, na Rio-Santos, a 396 Km de São Paulo e 240 Km do Rio de Janeiro, na divisa entre os dois estados.

A família adora:

Fazer um passeio de barco e conhecer algumas ilhas da região: a dica para fugir dos tradicionais passeios de escuna, cheios, barulhentos e com roteiro preestabelecido, é alugar uma traineira diretamente no cais da cidade. Ela custa em média R$ 50,00 a hora e vocês podem definir o roteiro. Não deixem de passar por lugares lindos como a Praia Vermelha ou a Praia de Jurumirim (onde o Amir Klynk tem uma casinha que até hoje, não tem luz elétrica). Em Jurumirim, podem mergulhar e até, eventualmente, ver tartarugas!

Outro passeio incrível é conhecer o Saco do Mamanguá: é possível ir de barco saindo de Paraty, mas a travessia é longa e dura cerca de duas horas. Preferível é pegar a Rio-Santos sentido São Paulo, andar uns 10 km e entrar em Paraty Mirim. A estrada até Paraty Mirim está em péssimas condições, são 7 km de buracos, mas vale o esforço e o caminho ainda passa por uma reserva indígena. Chegando na praia, é possível alugar um barquinho, que leva apenas 15 minutos para chegar ao Mamanguá, com praias lindas e desertas. O Mamanguá é o único fiorde brasileiro, formado por um braço de mar que entra em linha reta terra adentro, com montanhas altas de ambos os lados. Lindo!

Tomar um banho refrescante de cachoeira: não faltam opções, inclusive algumas bem aventureiras, mas dois lugares são super indicados para curtir com as crianças: o Poço do Inglês, no caminho da Cachoeira da Pedra Branca, que fica a 4 km do centro, logo depois da ponte que atravessa o Rio Perequeaçu, à esquerda de quem sobe a Estrada Paraty Cunha. E também o Poço das Andorinhas, no vilarejo do Corisco, que forma várias piscinas naturais. Do trevo de entrada de Paraty, pegar a BR-101, sentido Ubatuba, andar 1 km e entrar a direita na estrada de terra do Corisco. Seguir essa estrada por 5,6 quilômetros até uma bifurcação. Pegar a direita e seguir por mais 2,6 quilômetros pela estrada principal.

Alugar um caiaque na praia do Jabaquaram e de lá, explorar o mangue no caminho do Corumbê: é um passeio mágico! Como as águas de Paraty são calmas, o passeio é super tranqüilo, seguro e barato (custa em média R$ 15,00 a hora). A Paula e seu marido costumam alugar um caiaque duplo, e levam a filha bem na frente, que adora!

Passear de bicicleta: a cidade tem ciclovia e é possível alugar bicicletas. A bicicleta é o meio de transporte de todos pela região. Destaque para a estrada que liga Paraty a Cunha – chamada de Estrada Real (aqui). Uma beleza!

Para as crianças um pouco maiores e radicais, a Fazenda Murycana (www.paraty.com.br/murycana/index.asp) é um passeio bem bacana: tem cavalos, um museu, um restaurante e uma área para as crianças e adultos fazerem arvorismo, tirolesa, rapel, escalada…

ATUALIZAÇÃO 10/01/2012: Segundo uma família leitora, a Fazenda Murycana precisa de reformas: a tirolesa e o arvorismo estão desativados, as trilhas fechadas e museu e alambique necessitando de uma revigorada. Vamos acompanhar para saber se o lugar será reformado e se mantém como dica boa ou fechado? Obrigada.

O centro histórico também é um bom programa: andar pelas ruas com pedras irregulares, ver igrejas e casas com construção colonial, brancas com bordas coloridas, sacadas charmosas e algumas com lampiões externos. As casas são construídas acima do nível da rua, por causa das marés que enchem algumas ruas de água. Na época, essa era a forma natural de manter as ruas limpas…

O Centro tem vários restaurantes e lojinhas que vendem artesanatos locais. A loja preferida da Paula é a Armazém Paraty, especializada em arte de povos indígenas de todo o Brasil. E bem pertinho do centro histórico, ela também recomenda a Ninui (site aqui), uma pequena loja que vende produtos artesanais feitos por comunidades da região. Para as crianças e os apaixonados por brinquedos de madeira, ela ainda indica o Ateliê da Terra (site aqui), loja que fica na Rua da Lapa no Centro Histórico especializada em réplicas de barquinhos de madeira. De todos os tamanhos e cores. Não dá para ficar sem eles!

Informem-se se há algum espetáculo infantil e não percam o Teatro de Bonecos do Grupo Contadores de Estórias (www.ecparaty.org.br). O Teatro é pequenininho, é melhor comprar os ingressos com antecedência!

A família gosta menos:

Tentem evitar os feriadões: a cidade, que é pequena, fica lotada e torna-se bem desagradável fazer qualquer passeio. Até um simples e agradável passeio de barco vira um inferno! Portanto, se possível, fujam dos feriadões!

Onde comer com as crianças:

Para as opções na praia, a Paula recomenda um quiosque na Barra do Corumbê, uma praia que fica bem perto. O quiosque se chama Cheiro de Camarão (fotos aqui), mas é conhecido localmente como “Quiosque da Márcia”. Fica no quilômetro 565 da Rio-Santos, numa prainha pequena e linda, uma pequena vila de pescadores.

Não deixem de provar a deliciosa casquinha de siri e os pratos de frutos do mar. Tudo é bem fresco, parece comidinha feita em casa. As crianças adoram, pois podem ficar livres pela praia.

Outro quiosque bem bacana é o Balacobaco, na ponta da praia do Jabaquara, onde a comida também é uma delícia.

E para opção no verde, a sugestão é almoçar no sofisticado restaurante Vila Verde (www.villaverdeparaty.com.br) próximo à mata, cercado por jardins e ao lado de cachoeiras, onde as crianças podem brincar enquanto a comida não chega. Ele fica localizado na rodovia Paraty/Cunha, a seis quilômetros do trevo da rodovia BR-101, depois de atravessar uma ponte pencil. Vale muito a visita, o lugar é lindo!

Para se hospedar: opções de pousadas não faltam! Mas destaque para a Pousada Villas de Paraty (site aqui) com piscina infantil, playground e copa da mamãe. Outras boas opções são a Pousada do Corsário (site aqui) ou a Pousada das Pedras (site aqui), ambas com parquinho e piscinas.

E para terminar, destaque para a Flip e a Flipinha!

Este ano de 6 a 10 de julho, a cidade vai ficar agitada com a Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, e com ela a Flipinha, voltada às crianças.

A Flipinha é especialmente alegre. As escolas da região preparam apresentações para o evento. Autores falam sobre seus livros e crianças fazem apresentações.

A cena mais bonita no ano passado para a Paula foram as árvores enfeitadas com livros na Praça da Matriz, e debaixo das quais as crianças ficavam escolhendo seus preferidos.

 “Neste ano não perco Flip e Flipinha por nada! Estarei lá novamente!

Espero que gostem das dicas! Paraty é demais!”

Muito obrigada pelas suas dicas Paula! Nós é que ficamos com muita pena de perder esse evento tão bacana!

Para maiores informações:

Sobre Paraty: www.paraty.com.br

Guia de Paraty Cool: www.paratycool.com.br

Como chegar em Paraty (mapa interativo): www.paraty.com.br/roteiros.asp

FLIP: www.flip.org.br

Flipinha: www.flipinha.org.br

Programação Flipinha: www.paraty.com.br/flip/flipinha.asp

Para os jovens: FlipZonawww.paraty.com.br/flip/flipzona.asp

E não deixem de visitar a Orangotangoloja: orangotangoloja.com.br

 

 

Venha curtir o VP no Facebook: Viajando Com Pimpolhos

Compartilhar dicas no nosso grupo de Viagens em Família

e seguir o VP no twitter: @viagempimpolhos

Gostou desta viagem? Não esqueça de dar a sua opinião, clicando nas estrelinhas abaixo, para ranqueá-la! 😉

Anúncios
Posted in: Paraty - RJ